Ramadan


Ir para Conteúdo

Menu Principal:


Ramadan



O Mês de Ramadan


Ramadan é um mês lunar, no qual Deus iniciou a revelação do Alcorão ao Seu Mensageiro, tendo a terra se iluminado com a luz de Seu Criador, essa noite é chamada por "A Noite do Decreto". Situa-se no último terço do mês de Ramadan, por isso os Muçulmanos fazem vigilias nessa noite, com orações, preces, e na recordação de Deus, e a isso está a referência do Profeta Muhammad
:

"Quem velar a noite do Decreto por fé e amor a Deus, terá perdoados todos os seus pecados passados".

Deus diz no Alcorão:

"Mês de Ramadan, em que foi revelado o Alcorão guia para a humanidade."

Não foi apenas o Alcorão o revelado nesse mês, pois Deus revelou todos os livros celestiais no mês de "Ramadan". Disse o Profeta Muhammad
:

"As páginas de Abraão foram reveladas no primeiro dia de Ramadan, e o Evangelho foi revelado aos treze dias do Ramadan."

Evidenciam-se as graças do mês de Ramadan através dos importantes acontecimentos que se registraram na história dos Muçulmanos e do Islamismo. No dia dezessete de Ramadan, no segundo ano da Hegira, Deus deu a vitória aos Muçulmanos, que em número de trezentos, sob o comando do Profeta Muhammad
; sobre aproximadamente mil combatentes infiéis que vieram agredi-los na batalha de "Badr".

Deus igualmente, proporcionou ao Profeta Muhammad
; a conquista da cidade de Makka aos vinte e dois dias do mês de Ramadan, no oitavo ano de Hegira. O Profeta Muhammad ; entrou em Makka vitorioso e destruiu seus ídolos com suas mãos honradas, recitando o Alcorão. Tendo Makka retornado ao Monoteísmo após ter sido um baluarte da "IDOLATRIA", e purificou-se com isso " A casa antiga" a Kaaba das impurezas e dos ídolos. E sucederam-se os acontecimentos culminando com a denominação: "O mês da vitória" ao mês de Ramadan. O Profeta Muhammad ; disse sobre as graças do Ramadan:

"Abrem-se nele, as portas do Céu, fecham-se nele as portas do Inferno e acorrentam-se nele os Demônios."

O período diário do jejum começa antes da alvorada despontar e acaba logo depois do pôr do sol. Normalmente, existem calendários exatos, elaborados pelas comunidades islâmicas locais (com dados fornecidos pelos Observatórios Astronômicos dos respectivos países Islâmicos), indicando as horas precisas, mas na falta de tais facilidades, deverá consultar-se o relógio e as posições do Sol, assim como os jornais locais, os boletins metereológicos, etc.

O jejum de Ramadan é obrigatório para qualquer Muçulmano responsável e apto (Mukallaf). Mas também se recomenda com insistência o jejum noutras alturas, conforme as Tradições do Profeta Muhammad
; por exemplo, todas as semanas à segunda e quinta-feira, alguns dias em cada um dos dois meses precedentes ao Ramadan, (Rajab e Chaaban), seis dias após o Ramadan, a seguir ao Id-al-Fitr.

Além disso, é sempre recomendado fazer jejum em qualquer dia de qualquer mês do ano, porém nos dias de "Ide" (Festa Islâmica) e às sextas-feiras, nenhum Muçulmano deverá jejuar. No entanto, repetimos que o único jejum obrigatório é do Ramadan, que pode durar 29 ou 30 dias, conforme as posições da Lua. Este é um dos pilares do Islam, e quem deixar de o fazer, sem escusa razoável, comete um pecado.

Home Page | Ramadan | Jejum | Recomendações | Prescrições | Isenções | Benefícios | A Excelência do Jejum | Eid al Fitr | Calendário | Mapa do Sítio Web (website)


CEDI - Centro de Estudos e Divulgação do Islam | cedi@islam.org.br

Retroceder ao Conteúdo | Retroceder ao Menu Principal